quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Mais um 16 de agosto...

O tempo amortece
...mas não cura
Minha mente se agarra nas memórias
Penso na impermanência
No aprendizado...
Nos fluxos
Preciso aceitar a sua decisão
Não tenho opção
Já são 27 anos sem você...
Sem a sua voz
Sem o brilho do seus olhos claros
Sem o seu abraço físico
Sem o seu colo...

Você está viva em mim, mãe
E uma parte de mim, está contigo e sempre estará
No amor que sinto
Na amizade real que vivemos
Nos caminhos que juntas percorremos
No formato da minha boca
...em tantas outras coisas

A morte pode ser uma grande conselheira
...para todos

E esta brevidade de nossas vidas
...nossos encontros
...laços
...escolhas

Tornam o Agora precioso
...para quem percebe
...e vê
...e ama

Não existe eternidade além do amor


(Flavia Alves)


--

Arte: tailgun, deviantART




Nenhum comentário:

Postar um comentário