terça-feira, 28 de abril de 2015

Um presente de aniversário para mim...


Aniversário é
Dizer parabéns pra você!
Acordar mais velho
E adormecer como uma criança
Renovar as esperanças,
Crescer, pensar na existência,
Estremecer
Celebrar o momento,
O acontecimento,
O amor, os amores, as amizades.
A família, a saudade
Esquecer os males sociais,
Falar coisas banais
E pensar em coisas profundas,
Fecundas.
Dia de semear, germinar e entardecer
Olhar ao redor
O nascer e o por do sol
A luz do dia,
A chuva, a lua, o escurecer
Hoje é dia de agradecer
E eu agradeço
Ter conhecido você Flavinha
Flavia Alves
Esperei a poesia aparecer
Nesse poemeto
Longe de um soneto
Mais perto de uma crônica
Pra você de uma forma lacônica

Adoro você


Maria Olívia, 26 de abril de 2015


--

Quero guardar este poema para sempre.
Gratidão, poetisa que amo.

Flávia









quinta-feira, 23 de abril de 2015

Flor amarela

(para Fabrícia, pelo seu aniversário)

Amarelo do girassol
...da alegria
...do cantar

Amarelo do canarinho
...da margarida
...do amar

Passarinho que vem contar
Histórias acalentar
...os caminhos e o viver
Luz da vida a renascer

Amarelo das estrelas
...do Quintal
...do realizar

Amarelo infinito
Infinito o sonhar


(Flavia Alves)















quinta-feira, 16 de abril de 2015

Aprendizado

(inspirada pelas aulas de 'Alfabetização, Leitura e Escrita')

É preciso aprender
Se pretendemos ensinar
Que esta dança é uma troca
Afetos, a cultivar

É preciso escutar
...muito antes de falar!
A si mesmo e ao outro
É um desvendar de olhar

Pois...
Na troca, crescemos
Na união, fortalecemos
E apenas no amor
...que verdadeiramente
...aprendemos


(Flavia Alves)




segunda-feira, 6 de abril de 2015

Braços do destino


Caminhos que convergem
Parecem coincidências, acaso
Mas, na suave transparência
São, do destino, os braços

Sincronicidade musical
Reluzir luzes, renascer
Vozes das estrelas do Universo
Vida plena, a florescer

Sentidos criados, abraços
Enlaces e danças, encontro
Olhares de galáxias, de amor
Sorte inocente, encanto


(Flavia Alves)



Um ano

(Galáxia de Andrômeda)

Lembro de escrever um poema
Antes mesmo de te conhecer
Assustador, talvez, seria
Se não fosse sobre você

Com serenidade, você o acolheu
Para a minha surpresa, gostou do que leu
Brincamos e rimos
(ainda sem nos olhar)
Sobre as possibilidades
...do viver e do sonhar

Assim, suavemente, bem devagar
Demos passos em nosso novo (plural) caminhar

Um ano passou
O amor brotou
Fluiu
Floresceu
Transbordou
Nasceu
...e renasceu
Criou raízes
Explodiu em estrelas
...galáxias
...matizes

Conscientemente, regar
Compreender, apaixonar
Conversar, trocar, ver além
Crescer e perdoar

Escolhemos, nós dois
...deliberadamente, amar


(Flavia Alves)



Dente-de-leão



Dente-de-leão assoprado
Escolha consciente...
Emoção

Cultivar concretizado
Cotidiano feliz...
Construção

Encontro-reencontro ansiado
Arqueiro de sonhos...
Adorado

Vida que segue (mais leve)
Amor, amar...
Meu bem-amado.


(Flavia Alves)





--
Arte: Falko Follert