sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Terapia

Passei a ter um caderno para as minhas poesias
(antes eram soltas, rasgadas, mudas)
Cadernos, na verdade
Plural
Passei a escrever quase todos os dias...
Exercícios de sanidade e loucura
Nostalgia
E as palavras vão sendo desenhadas
Lapidadas
E os sentimentos vão sendo compreendidos
Decifrados
A mente silencia, enfim
Escrever é terapia para mim


(Flavia Alves)






Nenhum comentário:

Postar um comentário