segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Sete


Construção de vida
Nossa jornada
Aceitação e amizade
Elos fortalecidos
Destino
Cotidiano suave
Alegre
...de paz!
Risadas e abraços
Sobre qualquer coisa
...conversar
Compreensão pelo olhar
Desejo que aflora
...vibra
...flui!
Laços de nós dois
Escolha
Amor que reluz


(Flavia Alves)








sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Jornada

Pacientemente
Passo a passo
Triste
...ou alegremente

Eu sigo

Trilho meus passos
Respiro
Meus caminhos
...e jornada

Eu sigo

Respiro, hesito
Penso, sinto
Refaço e recomeço
Sonho e ajo!

Eu sigo



(Flavia Alves)






quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Elementos

(poema de Carolina Magalhães)


Tem pessoas que são ar, outras vento
...estão sempre em movimento

Tem pessoas que são água, vão e voltam
...passam em várias direções
Outras, onda 
...nos levam, trazem, embrulham, encaixotam

Tem pessoas que são fogo, ardem e aquecem
...mas por vezes queimam
E também há brasas
...que breve apagam se não se apegam

Tem pessoas que são terra
...nos dão chão, firmeza
pegadas a seguir, raízes, fundição
Outras são montanha íngreme
...que cansa escalar, mas podem ter vista deslumbrante de espiar

Na verdade todos somos
...ar, água, fogo e terra
vento, onda, montanha e brasa

A vida nos dá momentos
E de momentos fazemos nossa felicidade
...nossas lembranças e nosso caminhar

E calma
...que o caroço vaga pelo chão com o vento, pega sol
e roça pela água... até que brota             



--

Imagem: Skylark Ming



The Moment (Vargo)

Estou absolutamente apaixonada por esta música.


"The Moment"
(Vargo)


Now's the moment
To let go
Of every burden
That weighs me down

Open my mind
Releasing
All my worries
All my pain

Far away
I soar away
I float away
I fly away

I am weightless
Boundless
Being one with
All I am

I'm expanding
Awareness
Take a glance at
The mystery

Far away
I soar away
I float away
I fly away




https://www.youtube.com/watch?v=RGQGyT3oTOA







terça-feira, 21 de outubro de 2014

Sonhos

(escrito para minha amiga Silvia)

Todos os sonhos
...de amor e liberdade
...de justiça e fraternidade
...de fé e compaixão

Serão reais

Todos os filhos da Terra
...humanos e não-humanos
...os que voam, os que nadam
...os que andam, os que galopam

Serão iguais


 (Flavia Alves)








segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Dia dos Poetas


Feliz dia dos poetas, para todos aqueles que deixam a poesia aflorar, transbordar, crescer, transformar.

A vida corre em linhas e letras, em sentimentos e descrições. 

O Universo ri, feliz e satisfeito, com as palavras que se fazem arte, através do viver, do olhar e Ver... 

De cada florescer e novo amanhecer. 

Feliz!



(Flavia Alves)









sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Você e eu

(escrita para o meu Catnip, Leandro Mattos)

Amor gigante
...que invade
Preenche
Renasce
Poro, pele, detalhes
Energia que amplia
Cria!
Ri e silencia
Ensina, aprende
Reinventa
Aconchego e calor
Amizade
Todas as formas de amor



(Flavia Alves)










terça-feira, 7 de outubro de 2014

Poesias Vivas

(poemas e poesias escritas para Leandro Mattos)

"Inundação"

Você veio, meu ranger
E silenciou a dor
...afastou a solidão
Não completou
Somos inteiros
...arqueiro meu
Você me transborda
...inunda
...de amor

--

"Segundos"

Durante o tempo que estou afastada de você
Sinto uma imensa saudade
Parece até exagero...
Mas, garanto, é doce verdade!
Cada segundo ao seu lado
Vale uma eternidade
E os instantes sem você
(para o meu coração)
...são pura maldade!


--

Silêncio morno
Enlace de jornadas
Inevitável crescer
Ser, sermos... Amar você.

--

Ah, amor meu
Como você consegue
...suportar a minha dor?
Não sou fácil
Nunca fui
Apenas posso agradecer
...por tudo
...por você
Tudo o que é
...que somos
Tudo o que você faz
...e fazemos

--

"Castanho"

Quero mergulhar
Em você
No brilho
...do castanho olhar
Quero trocar
Crescer
Aprender e ensinar
Ser
Quero amar
Permitir
Deixar fluir
Viver

--

"Tecendo sementes"

Os abraços reais são sempre os mais belos
Os beijos, ternos
O afeto, nossas risadas, o olhar
Tudo isso torna mágico o viver
A vida, um sonhar
...e as poesias, vivas!
Juntos vamos tecendo nossos sonhos
Alguns palpáveis
Outros, apenas viagens
...de nossas imaginações
Jornadas repletas de sementes
...de um futuro entrelaçado
Que podem vir a brotar
Docemente



(Flavia Alves)









Seis

(para meu amor, por nosso breve e eterno tempo juntos)

O que posso eu dizer para você?
Como explicar
...para você compreender?

Seu calor perfeito
O abraço que fortalece
A voz, o brilho do olhar
As conversas e risadas
...o sonhar

Os desajustes breves
Racionais e respeitosos
O desalinhamento leve
...que nos mostra que não somos opostos

A compreensão dos limites
De nossa escuridão e luz
Deliberadamente semear
Cultivar e fortalecer

A escolha do amar

Ser



(Flavia Alves)







sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Brasão


Caminhamos ontem
Tão juntos...
Mãos dadas
Dedos entrelaçados
A lua, com sua forma de foice
...sorria no céu enevoado
Não vi estrelas
A areia fria tocava nossos pés
...sendo apoio, alicerce, terra
E rimos
E conversamos
Fomos tocados pelas águas bravias
Você decidiu então
...mostrar algo tão belo
...tão nosso
Genial
Singelo
Apenas uma letra parecia ser
E eu?
Fiquei sem compreender
Então você explicou
Nossas iniciais
Quase um brasão
Eu ri feliz
Comovida
...espantada!
Dominada pela emoção



(Flavia Alves)







Lapidação


É preciso serenar o coração
Calar a angústia
Silenciar a agonia
Tornar muda a própria mente

É preciso "forçar a barra"
Praticar Santosha
Respirar, confiar
Em Sattva, focar

É preciso prosseguir a jornada
Fazer do amor e da luz, morada
Tudo aquilo que vier, aceitar
E assim, a mim mesma, lapidar



(Flavia Alves)








Rajas


Planeta Terra
Ser em evolução
Energia Rajas
Busca pelos resultados
Ação

Lugar duro
Competitivo e egoísta
Sobreviver é preciso
Energia materialista
Prisão

E tudo é como deve ser
A dor e o sofrimento
Nos fazem apenas crescer
Karma e Dharma
Sem lamentos!

A única escolha que nos cabe
É sabermos algumas verdades
Do espírito, a essência é a eternidade
De Sattva vem a inspiração para crescer
...e esta perene saudade


(Flavia Alves)



Confiança


Confiar no destino
Confiar no amor
Confiar em Deus
E em tudo o que sou

Aceitar o destino
Aceitar o amor
Ser una com Deus
Aceitar o que sou

Amar



(Flavia Alves)











Terapia

Passei a ter um caderno para as minhas poesias
(antes eram soltas, rasgadas, mudas)
Cadernos, na verdade
Plural
Passei a escrever quase todos os dias...
Exercícios de sanidade e loucura
Nostalgia
E as palavras vão sendo desenhadas
Lapidadas
E os sentimentos vão sendo compreendidos
Decifrados
A mente silencia, enfim
Escrever é terapia para mim


(Flavia Alves)






quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Beleza


A beleza da poesia está na troca...
No compartilhar.
Misturando versos e energia.
Transformando o real com o sonhar.



(Flavia Alves)