quarta-feira, 24 de setembro de 2014

TDAH

Estas poesias foram escritas para duas pessoas que eu amo profundamente 
e são muito importantes para mim.


Labirinto para ser decifrado
Desafio, objetivo
Querer compreender a sua dor
Olha além de mim mesma
Qual é o seu olhar para o mundo?
Qual o seu olhar para mim?
Acreditar em nós e em você
Conhecer e Aprender
Ver!


--


Queria ter percebido
Quero saber
Me angustiam os "ses"...
Quero entender
Olhar além, ver

As memórias se mesclam
...me confundem
Real e sonho se misturam
...se fundem

Estudo, leio, aprendo
Quero ser, para ti, alento
O tempo não pára!
A vida segue... caótica. 
Indomada!



(Flavia Alves)





Nenhum comentário:

Postar um comentário