quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Hiato


Nova encruzilhada diante de mim
Difícil e dolorosa decisão
Será novo hiato ou derradeira separação?
Aperta a saudade, chora o coração

Sufoco o amor e o desejo que sinto
Esforço supremo de os sublimar
Respiro, suspiro, me falta o ar
Represo as lágrimas, desejando o abraçar

A tempestade volta a cair incessante
Janelas arrancadas novamente
O vento gela a minha alma docemente
E arranca do meu peito a esperança semente...

(Flavia Alves)



Nenhum comentário:

Postar um comentário