quarta-feira, 12 de julho de 2017

Desperta! (Luíz Gonzaga Alves)




Por que depedras tanto a natureza
Homem insensato de viver sem tino?
Tua vida sem ela é uma incerteza
Triste, sem ela, será o teu destino.

Com teu hábito mau de destruir
Alteras o ritmo normal da vida.
Onde chega teu progresso, vai o poluir,
Levando bagagem, de morte bem provida.

É tempo ainda de mudar o rumo.
Do que tens feito, analisa bom resumo
E deixarás a ilusão, conhecerás a verdade.

Busca vencer teus erros seculares,
Mister se faz vida nova começares,
Despertando enfim, para a grande realidade.

--

Poesia de meu amado e saudoso avô, Luíz Gonzaga Alves



quinta-feira, 22 de junho de 2017

Cosmos

(Foto: acervo pessoal)



Por que a beleza da singela flor laranja da infância acalenta o coração? 

A resposta é um sussurro da alma... As pétalas foram ingredientes da comida nas brincadeiras de casinha com os irmãos e amigos, suas cores contrastantes e vivas incendeiam e ecoam nas memórias, da flor-presente para os seres amados e que trazem o alento da presença materna que já não é mais concreta nos abraços.


(Flavia Alves)








sexta-feira, 2 de junho de 2017

Não há!


Não há espaço para a neutralidade se queremos um mundo melhor.

(Flavia Alves)




terça-feira, 23 de maio de 2017

Alegria

(para Carol)


Alegria do encontro, do respeito, do abraço.
Alegria do sorriso, da risada, do afeto.
Alegria do tempo, do aprendizado, do espaço.
Alegria do amor, da amizade, da escolha.
Alegria perene, crescente, real.
Alegria do brilho no olhar, da cumplicidade, do sonhar.
Alegria de sermos "nós", de estarmos juntas.
Alegria de te amar.


(Flavia Alves)









-- 
Arte: Claudia Tremblay



terça-feira, 2 de maio de 2017

Luta

Mãos que tocam a terra
A Terra
Mãe Terra

Pés que dançam em círculo
Correm na mata
...floresta, rio

Olhos que choram sangue
Dor latente
Pulsante

Grito silenciado!
Até quando?
Até quando?
Até quando?

Cadê os direitos?
Cadê?
Cadê?

Onde está a justiça?
Cadê?
Não sei...

Ecos gritados
...que precisam ser ouvidos
...sentidos!

Clamor na boca: INDIGNAÇÃO!
Luta por nossos irmãos!
Luta com as nossas mãos.

Com o coração
Com o coração
Com o coração

AÇÃO!

#demarcaçãojá



(Flavia Alves)