sexta-feira, 17 de julho de 2015

Poesia escrita por meu pai...

O medo do rio tornar-se oceano...
O medo da alma tornar-se infinita...
O medo do Tonal tornar-se Nagual...
O medo de vencer o primeiro inimigo...
 

(poesia de Humberto Nogueira Alves)




--
Arte: Stuukstly

quarta-feira, 15 de julho de 2015

Oceano

Quando o olhar de um só 
...tornar-se o olhar de muitos

Quando a voz que se cala
...erguer em vozes plurais
...pela vida e pela Terra-mãe

Perceberemos o que já somos

UM só

Entrelaçados e ligados

Um oceano cósmico 
...de possibilidades
...de luzes

De amor


(Flavia Alves)






quinta-feira, 9 de julho de 2015

Quinze

(6 de julho de 2015)

Sonhos que se mesclam
...e expandem
Crescem
E novos sonhos surgem
...brotam
Preenchem e sugerem
Iluminando as almas
(e corações)
Os abraços
...são mais do que abraços
Os laços
Etéreos e eternos
(amores)
Nossas escolhas, mãos, pernas
...e força
Nossas vidas, palco de nossas existências
...e temores
(e esperanças)
E criamos juntos tramas
...e memórias
Coadjuvantes e atores
Destino a seguir
Testemunhas vivas
...de nossas histórias
Lótus a abrir
Reluzir...


(Flavia Alves)







quarta-feira, 1 de julho de 2015

Busca


Busquei por ti, por toda a minha vida
Caí, chorei, sofri...
Envolta em sombras, me desesperei
E meus sonhos
...para o destino, entreguei

Mergulhei nas águas de mim mesma
Afundei na minha própria escuridão
Cheguei ao fundo
...sem forças (ou razão)

Confiei no incerto
Deixei de lado a emoção
E foi apenas assim que renasci
Tal qual uma fênix
De minhas cinzas me ergui
...e cresci (aprendi)

Emergi mais leve
...mais lúcida, mais forte
Precisei encarar o espelho
...e me ver guerreira

Busquei por ti a vida inteira
E aparecestes
E és real

Apenas na entrega
...o destino me mostrou
Esta maior escolha
...que é o amor


(Flavia Alves)




--

Arte: morningstar3878, deviantART




Fome

Tenho sede dos seus beijos
Fome do seu olhar
Seus braços são ninho
...são sonho e desejo
É privilégio o encontro
O amor
...e o amar


(Flavia Alves)


--

Arte: Debra