sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Dez

(pelo dia 06/02/2015)

Seu abraço é ninho
...e alento
Sua voz atiça
...e acalma
Seus olhos confortam
...e inspiram

E me mostram galáxias

Alma

Amo

Doce e ansiado encontro
Escolha cotidiana
...e perene
Laços estreitados
Desejo
Amizade inevitável
Crescente


(Flavia Alves)







Inefabilidade


Destino infinito
Inerente
Imposto
Inevitável

Mudanças frequentes
Dor e amor
Crescimento
Dualidades e realidade

Neutralidade
Serenidade
Buscar ser
...o observador de si

Impermanência irrefutável
Inspiradora
Inexorável
Inefável


(Flavia Alves)




Nove (parte 2)


Tempo que ilude
Parecem anos
...mas são meses
Amizade e amor 
...que se mesclam
...confudem
Desorientam em um caos 
...cheio de simetrias
...e sincronias


(Flavia Alves)








Nove

(poesia para o dia 06/01/2015)


Amor alicerce
...que abraça
Amor alento
...que enlaça
Amizade sincera
...que eleva
Nove meses de sonhos
...que transbordam


(Flavia Alves)








Densidade


Vida
Que flui
Que trava
Faz sol, chuva
...alaga
Toca, assopra
Maltrata

Vida
Que faz crescer
Lapida
Dá surras
...e abrigo
É alento
...e é perigo

Vida
Que acontece agora
É etérea
É breve
Pesada e densa
...de tão leve


(Flavia Alves)